Blog da Suzane Carvalho

As lições que o esporte nos dá – MotoGP
Comentários Comente

Suzane Carvalho

carl-crutchlow_honda-hrc_brno_2016

Com pneus duros, Carl Crutchlow saiu da 15ª posição para ganhar a corrida

A capacidade de superar as dificuldades e de adaptação às adversidades engrandece o ser humano.  E melhor ainda é a felicidade de passar por elas com sucesso. Esse é um dos ensinamentos que o esporte nos dá.  Sem falar no desenvolvimento da competitividade e concentração.

Na 11ª etapa da MotoGP realizada hoje em Brno, na República Tcheca, vimos o inglês Carl Crutchlow sair da 15ª posição para ganhar a corrida com uma moto de uma equipe não oficial da Honda, a LCR, ultrapassando os campeões Marc Marquez, Valentino Rossi e as favoritas motos da Ducati.

marc-marquez_brno_2016-2

Marc Marquez, líder do campeonato, largou na pole com pneus macios, caiu para 5° e terminou em 3°

Para quem anda de moto, assistir a uma corrida da MotoGP é também lição de pilotagem. A largada se deu com piso molhado. As opções de acerto da suspensão das motos por parte de equipes e pilotos e a escolha do tipo de pneus a serem utilizados, faz parte da estratégia.  Se esta foi acertada ou não, só no decorrer da corrida saberão.  E aí que entra a adaptação às diferentes situações.  Conforme a pista vai secando, ou não, é preciso modificar o ponto de frenagem, a aceleração e o estilo de pilotagem, curva a curva, frenagem a frenagem.  É preciso sensibilidade e concentração.  E todos ficam preparados para o caso de uma mudança brusca do clima e da necessidade de se trocar de moto.  Mas para isso, a “nova moto'' deverá ser calculadamente mais rápida que a anterior, pois terá que superar o tempo perdido na troca.

valentino-rossi_yamaha_motogp__brno_2016b

Valentino Rossi largou em 6° e com pneu duro na traseira

Mudanças no regulamento da categoria para 2016, permitiram que as motos da Ducati e até da Suzuki passassem a também protagonizar as disputas pela ponta das corridas.

Valentino Rossi, o mais experiente do grid, largou hoje da segunda fila, na 6ª posição. Mas sua Yamaha, assim como a de seu companheiro Jorge Lorenzo, estava visivelmente com acerto para pista mais seca e na 7ª volta havia caído para a 13ª posição. Foi quando a pista começou a secar e então pode começar sua escalada até o 2° lugar, posição em que terminou a corrida.

Maverick Viñales está em lugar no campeonato, com a Suzuki

Maverick Viñales, que hoje largou em 5° e chegou em 9°,  está em 6° lugar no campeonato, com a Suzuki

Um dos ensinamentos de hoje, para os próprios pilotos como Marc Marquez e Valentino Rossi, que normalmente não admitem chegar em 2°, foi o quanto vale uma luta.  Ambos tiveram que lutar e se adaptar às condições da pista para chegar ao podium.  E foi bonito ver como vibraram absurdamente com as posições alcançadas e até pularam no podium. Segundo o próprio “Doutor'' Rossi declarou após a corrida, a concentração foi fundamental para este resultado. Mais uma lição: como é bom conquistar algo pelo próprio mérito!

Há 35 anos um piloto inglês não chegava em primeiro, na Moto GP. Carl Crutchow, que largou em 15° com pneus duros, foi o responsável pela façanha. “Melhor sentimento do mundo é o que estou sentindo com o nascimento da minha primeira filha. Agradeço à equipe que se dedicou a recuperar a moto, que estava perfeita''. Sorte, astral e boa equipe fazem parte dos requisitos para que um piloto se torne campeão. E hoje Crutchlow foi o “sorteado''.

andrea-dovizioso_ducati_brno_2016

Andrea Duvizioso, da Ducati, largou em segundo, liderou a corrida, mas não terminou. Está em 5° no campeonato.

O esporte desenvolve nos praticantes a capacidade de superar as dificuldades e melhor ainda: os faz sentir a felicidade por passar por elas com sucesso e entender o quanto é importante se dedicar e focar para alcançar um objetivo.

Confira o resultado da 11ª etapa da MotoGP realizada hoje em Brno, na República Tcheca, e a situação do campeonato.

motogp_brno_2016_resultado-final

 

marquez_rossi_brno_2016

Rossi e Marquez, arquirivais na pista, se cumprimentam fora dela.

campeonato_motogp_apos_brno_2016

Podium de hoje: Rossi, Crutchlow e marquez

Podium de hoje: Rossi, Crutchlow e Marquez


Autódromo de Curitiba fica!
Comentários Comente

Suzane Carvalho

aic1

A decisão é por tempo indeterminado.  A notícia foi recebida com festa pelo mundo do esporte motor.
Tida como uma das melhores, mais bem estruturadas e mais seguras pistas de velocidade do Brasil, o Autódromo Internacional de Curitiba – AIC, já tinha marcado a data para sua última corrida para depois dar lugar a um condomínio de casas de luxo.

Porém, os proprietários atenderam aos brados das comunidades ligadas ao esporte motor, de todo o país.
O comunicado oficial, que está no site http://autodromodecuritiba.com.br é o que se segue:

nota autodromo de curitiba

Jauneval de Oms, o Peteco, presidente do complexo e um dos proprietários, me falou: “Claro que estou feliz.  Sou um apaixonado. Mas você sabe… em negócios, a paixão está em 5° lugar e tive que seguir a decisão do grupo. Então claro que estou feliz com a decisão de ficarmos.  Mas sabemos que será preciso trabalhar muito para manter esta decisão.''

Localizado no município de Pinhais, grande Curitiba, capital do estado do Paraná, o AIC acabou ficando praticamente dentro da capital, muito próximo a bairros nobres; e fica a apenas 5,2 km do Jardim Botânico, um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba. É só cruzar a BR-476, Régis Bittencourt.

aic2

Foi inaugurado em 1967 e além de provas nacionais e internacionais de automobilismo, motociclismo e ciclismo, organiza também grandes eventos filantrópicos.
Já faz parte da história da cidade e até a nova avenida que passa ao lado do autódromo, recebeu o nome de Ayrton Senna da Silva.

Por diversas vezes já corri no AIC: já ganhei corrida de Fórmula 3, participei de 12 Horas com um protótipo, corri de moto na Copa Honda CBR 500R, de carro do tipo Turismo e no belíssimo Kartódromo Raceland, que fica anexo.  O traçado é simplesmente delicioso de guiar: tem curva de alta velocidade antecedendo uma reta de 1.000 metros e um “S'' de alta velocidade em descida.

Suzane Carvalho - 2009

Uma das pistas de kart mais velozes do país, o Raceland abriga campeonatos nacionais e também Kart de aluguel

copa_honda-cbr500r_curitiba_2015

O final da reta é desafiador, com velocidade alta no final seguida de frenagem forte para um “S'' de baixa velocidade

PARABÉNS aos proprietários, administradores e parceiros!

aic parceiros


Projeto “Pilotar Bem” atinge motociclistas experientes e em formação
Comentários 1

Suzane Carvalho

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_07c_1500

Com turmas de até 40 motociclistas, é possível dar atenção especial a cada um

Cursos de pilotagem teóricos e práticos gratuitos para motociclistas novatos e também para os experientes, de motos de qualquer tamanho e cilindrada. Conscientizar motociclistas e motoristas da necessidade de se praticar a habilidade e da importância da concentração e do compartilhamento do espaço público.  Esse é o objetivo do Projeto Pilotar Bem que o Centro de Treinamento de Pilotos Suzane Carvalho – CTPSC – está desenvolvendo desde o início do ano.

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_26_1200

Técnicas de aprimoramento da pilotagem

Quem está à frente do projeto é a diretora técnica do CTPSC, Suzane Carvalho, multi-campeã no motociclismo e no automobilismo, e que há 13 anos ministra cursos avançados e palestras sobre Direção Defensiva para empresas e particulares.

Para realizar o projeto, que oferece os cursos e palestras de forma gratuita para os participantes, o CTPSC tem o apoio institucional da ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – o que ajuda a abrir o caminho para fechar parcerias com Prefeituras, Secretarias de Trânsito e Transporte, Universidades, kartódromos e empresas de diferentes cidades, para a formação de um pool de apoiadores.  Dessa forma, não fica custoso para ninguém e é possível atingir um número maior de condutores.

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_32

Treinamento de curvas de alta velocidade

O jornalista Marcel Mano, que também é colaborador do CTPSC, destaca: “O interessante dos nossos cursos práticos é que são de nível avançado. Muitos motociclistas rodam por anos, sem aprender determinadas técnicas que são mostradas e praticadas nos cursos''.

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_80_1200

Obstáculos, quebra-molas e depressões são barreiras que um motociclista encontra em seu dia a dia

Jurandir Barros, instrutor júnior do CTPSC, observa: “se percebe muito a diferença de pilotagem depois que corrigimos algo em um participante. A própria pessoa reconhece e vem falar com a gente. Mesmo quem faz somente o teórico, pode desenvolver e aprimorar a pilotagem.''

Da mesma forma que um piloto profissional precisa praticar, quase que diariamente, para manter o reflexo e a concentração, além de aprender a dominar seu veículo, motociclistas e motoristas comuns também precisam, pois quando acontece uma emergência é preciso ter reação rápida e precisa, o que não se treina no dia a dia.

“Qualquer treinamento, seja prático ou teórico, é preciso ser repetido quantas vezes for possível.  Principalmente o lado psicológico.  É como uma oração: repete, repete, que pega!'', indica Suzane.

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_47_1200

Outra atividade que o CTPSC tem realizado, são as palestras em Centros de Formação de Condutores que têm sido mais proveitosas do que se poderia imaginar.  A aceitação por parte do público é grande, pois além de mostrar a parte técnica de pilotagem e dos veículos, Suzane mostra também o quanto é prazeroso utilizá-los de forma consciente, de forma que se atinja o destino em segurança; seja em viagem, lazer, trabalho, mobilidade ou esporte. As palestras são motivacionais e são mostrados trechos de vídeos de viagens e corridas realizadas por ela.

palestra_cfc-paulista_27-06-2016

Turma de formandos do Centro de Formação de Condutores Paulista, em São Paulo

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_28

Desvios em alta velocidade, simulando situações corriqueiras que um motociclista encontra em rodovias

Outro tema abordado é sobre a conscientização da necessidade de se utilizar o equipamento completo para diminuir a probabilidade de se ter alguma lesão, caso ocorra algum acidente.

“Sempre pedimos aos nossos alunos, que sejam multiplicadores do que aprendem conosco e estamos desenvolvendo o projeto “Train The Trainer'' para habilitar um maior número de instrutores e disseminar a metodologia.  Tenho por objetivo ter nosso próprio terreno onde possamos realizar os cursos e palestras diariamente, e também abrir espaço para que as crianças pratiquem gratuitamente, tanto em duas quanto em quatro rodas.'' finaliza Suzane.

 

 

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_84

Turma do Curso Avançado de Pilotagem de Moto realizado na FUMEP, em Piracicaba, interior do estado de SãoPaulo

Assista aqui a alguns vídeos do Curso Avançado de Pilotagem de Moto:

  

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_04

A equipe do CTPSC

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_53_resize

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_37_resize

curso-moto-piracicaba_turma01_ctpsc_suzane-carvalho_32_1200

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_60

 

 

 

 

 

 

 

 

 

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_42

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_44

 

 

 

 

 

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_47

curso-moto-piracicaba_turma02_ctpsc_suzane-carvalho_20

 

 

 

 

 

 

 


Capas protetoras de pernas podem alavancar vendas de scooters no sul
Comentários Comente

Suzane Carvalho

capa-protetora-para-as-pernas-moto-motociclista-scooter

Após uma semana circulando pela França e me perguntando porque não são vendidas no Brasil as capas protetoras para as pernas de motociclistas, tão utilizadas na Europa, pensei seriamente em montar um negócio de venda para os mais diversos modelos de motocicletas.  Acho que a venda dessas capas ajudará a alavancar as vendas de veículos de duas rodas na região sul do país, a que menos compra motocicletas, pois apenas 20,1% do total de veículos que rodam naquela região, tem duas rodas; enquanto que na região norte este percentual é de 48,6%.

vendas-de-moto-no-brasil_1o-semesstre-2016

Clique na imagem para ampliá-la

Em meu primeiro dia de trabalho após a minha volta, leio o release sobre a entrada no mercado brasileiro de uma marca de produtos voltados para scooteristas. Entre eles, capas protetoras para as pernas.

A Motonera (“moto negra'', em italiano) foi fundada pelos italianos Francesco Macchi e Viviana Venneri, e os brasileiros Marcelo Magalhães, Bruna Frazão e Ricardo Kloper. Scooteristas, eles têm o objetivo comum de trazer maior conforto, praticidade e estilo para quem usa scooter diariamente ou a passeio.  Além das capas para as pernas, que já são vendidas para a Lead, a PCX e o Citycom, a Motonera traz ainda uma linha de luvas, jaquetas, sobretudos e botas impermeáveis. Todos com design italiano. E tem ainda uma linha da capacetes abertos (R$ 400,00) além dos óculos de proteção (R$ 229).

suzane_noticia_jaqueta_feminina_motoneraA fabricação é própria.  As proteções para as pernas (R$ 350) são feitas no Brasil e as luvas (R$ 180) e botas (R$ 130), na China.
Achei interessante a jaqueta, que quando dobrada, fica bem pequena. Tem modelos femininos e masculinos.

A base da empresa é em São Paulo mas o formato do negócio é e-commerce.

Ok.  Posso procurar então uma marca francesa para representar ou desenvolver meus próprios modelos, não?  Afinal, concorrência sempre é bom.  Enquanto isso, os friorentos como eu, podem adquirir os produtos pelo site oficial, pois não há loja física. Os preços são bem em conta: http://www.motonera.com.br/


24 Horas de Rental Kart em Interlagos larga hoje às 15 horas
Comentários Comente

Suzane Carvalho

24 horas de emoção

24 horas de emoção em Interlagos, a partir das 15 horas de hoje

CORRIDA PARA TODOS
O regulamento é bem interessante: o Kart é o mesmo utilizado no aluguel do Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos.  Durante as 12 primeiras horas corre-se no sentido horário da pista; nas outras 12 horas, no sentido anti-horário.  os karts serão sorteados momentos antes da classificação para o grid de largada.  Tem um Kart-Coringa com motor 5 hp mais forte (Parolin) que poderá ser utilizado pelas equipes uma vez a cada 12 horas.  Se alguma equipe ficar muito para trás, tipo… voltas… poderá voltar à mesma volta do líder.
50 equipes, 350 pilotos.  A entrada estará liberada para o público.

287523_617672_13516328_largada_tacaayrtonsenna_albertocesar_press
Leia o release, distribuído pela assessoria de imprensa Master Midia Marketing:
O Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, na zona sul de São Paulo, vai receber neste sábado (02/7) o maior número de pilotos em sua história. Com a realização pela primeira vez de uma prova de Endurance, reunindo karts de 50 equipes, mais de 350 pilotos de diversas partes do País estarão a partir das 15 horas lutando pelo troféu 24 Horas Rental Kart Interlagos.

Uma das principais atrações do evento será a equipe formada por pilotos de Stock Car, que começaram as suas carreiras justamente no kartismo, onde colecionaram vários títulos. Estão confirmados Felipe Guimarães, Galid Osman, Lucas Foresti, Raphael Abbate, Thiago Riberi, o argentino Néstor 'Bebu' Girolami e o piloto do Mercedes Challenge Flávio Andrade.

Outra novidade é a participação das mulheres. Por enquanto estão confirmados cinco pilotos do sexo feminino: Suzane Carvalho, Marjorie Johnscher, Gabriela Pedron, a médica cirurgiã Patty Del Corona, e Fernanda Jardim, filha do piloto de Fórmula Truck Adalberto Jardim.

287523_617673_trofeu24horasinterlagosrentalkart_pressA primeira edição das 24 Horas Rental Kart Interlagos terá atrações e novidade também na sua formatação. Ao completar 12 horas de competição a prova será interrompida por 10 minutos para a inversão do traçado de 1.150 metros, e novo grid em fila indiana será montado de acordo com a posição naquele momento, mantendo-se a diferença de tempo entre os concorrentes, para o complemento das 12 horas finais.

Além disso, após a largada ficarão à disposição dos competidores sete karts mais rápidos e potentes – os italianos Parolin -, equipados com motor de 18 hp. Cada equipe poderá fazer uso do Kart Jocker uma vez nas primeiras 12 horas de competição e uma vez nas últimas 12 horas de prova, e o momento dessa utilização ficará a critério das equipes e disponibilidade do kart no box. Portanto, a estratégia será extremamente importante.

AÇÃO SOCIAL
A 24 Horas Rental Kart Interlagos está engajada socialmente e promoverá uma grande campanha de doação de alimentos destinada para a Associação Cruz Verde, entidade sem fins lucrativos que cuida de mais de 200 pacientes com paralisia cerebral grave. Na entrada dos boxes do Kartódromo de Interlagos e da secretaria de prova estão colocadas caixas com identificação da Associação Cruz Verde, para que sejam depositadas as doações de Leite em Pó, Mocilon e Neston, que são as maiores necessidades da instituição.

PALESTRA
Logo após o briefing obrigatório para todos os participantes, as 12 horas, o renomado preparador psicofísico José Rubens D'Elia irá proferir uma pequena palestra aos pilotos, dando dias de alimentação, hidratação, alongamento e concentração para suportarem todo o stress de uma competição de 24 horas de duração.

Acompanhe ao vivo as 24 Horas Rental Kart Interlagos:
www.racingcrono.com.br
www.radiogiga.com.br
www.kartamadorsp.com.br
www.kartbuzz.com.br/tag/24h/

Confira o regulamento da 24 Horas Rental Kart Interlagos no site www.kartodromogranjaviana.com.br/500-milhas-amadoras/24hs.php

287523_617674_24hrentalkart_interlagos_press


Novos modelos da Triumph Tiger Explorer já estão sendo vendidas
Comentários 1

Suzane Carvalho

 

Triumph Tiger Explorer XCx, XR, XCa

Triumph Tiger Explorer XR

A Triumph Motorcycles começou hoje a venda dos modelos Tiger Explorer XR e Tiger Explorer XCx, que chegam completamente remodelados.  O modelo “top'' de linha, o XCa, também será vendido no Brasil, a partir de setembro, aproximadamente.

A nova linha foi apresentada ao público mundial, no ano passado, durante o Salão de Milão, na Itália. Modernizada, a família Tiger Explorer é no estilo “adventure'' que serve tanto para caminho diário do trabalho quanto para uma viagem intercontinental. Desde sua primeira versão, lançada em 2011, a Tiger Explorer traz beleza contemporânea e muita imponência.

Triumph Tiger Explorer XCx, XR, XCa

A nova Triumph Tiger Explorer XR tem consumo melhor

A versão de entrada, Tiger Explorer XR traz, de fábrica, uma série de tecnologias de última geração com foco no piloto, como freios ABS, dois modos de pilotagem (estrada/chuva) e controle de tração.
O motor de 1.215 cc, tem três cilindros alinhados que desenvolvem 139 cv de potência e torque de 12,54 kgf.m. Para fazer um melhor uso desta potência, ela vem com  embreagem hidráulica, com alavanca de redução de torque e assistente contra fadiga do piloto.
A Triumph diz que, em relação ao consumo, ele é 5% mais econômico.

Triumph Tiger Explorer XCx, XR, XCa

Triumph Tiger Explorer XCx

Já o modelo Tiger Explorer XCx, mais sofisticado, além dos recursos da XR, conta também com freios ABS e controle de tração otimizados para atuação durante as curvas, três modos de pilotagem estrada/chuva e mais o modo “off-road”, protetor de cárter de alumínio, protetor de radiador em aço inoxidável, barras de proteção do motor, rodas raiadas (são fundidas na XR), suspensão semi-Ativa Triumph (TSAS, ou Triumph Semi Active Suspension), computador de bordo avançado, piloto automático e manoplas aquecidas, entre outros itens.

Triumph Tiger Explorer XCx, XR, XCa

Triumph Tiger Explorer XCx, XR, XCa

A versão XR será vendidas nas cores Cristal White e Jet Black por R$ 58.500,00.

Já a Tiger Explorer XCx poderá ser encontrada nas cores Cristal White e Lucerne Blue g R$ 70.500,00.


Confirmados os cursos gratuitos de pilotagem de moto em Piracicaba
Comentários Comente

Suzane Carvalho

Curso Avançado de Pilotagem de Motos

Curso Avançado de Pilotagem de Motos

Após terem sido adiados por causa das fortes chuvas e enchentes que atingiram a cidade, os Cursos Avançados de Pilotagem de Moto gratuitos que serão ministrados pela piloto Suzane Carvalho, em Piracicaba, interior de São Paulo, foram reagendados para os dias 08, 09 e 10 de julho.

Oferecidos pela Prefeitura de Piracicaba, pela Secretaria de Trânsito e Transportes local, a SEMUTTRAN, pela Aversa Motos, concessionária Honda, e pela FUMEP – Fundação Municipal de Ensino, em conjunto com o Centro de Treinamento de Pilotos Suzane Carvalho, os cursos têm como objetivo, difundir a pilotagem avançada de motocicletas para que com isso, os participantes possam estar preparados para manobras rápidas e de emergência.

ctpsc_curso_moto_foto_caio-mattos_LI7A0355_1000

Recente pesquisa realizada pela Abraciclo em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Hospital das Clínicas e CET, mostrou que em 37% dos acidentes que ocorrem com motocicletas, o motociclista é o culpado; sendo os outros 63% de responsabilidade de outros motoristas, veículos e vias. A pesquisa mostra ainda que dos motociclistas acidentados,  67% aprenderam a pilotar sozinhos e 45% tinham motocicleta há menos de 2 anos. “Os pilotos que tiverem a oportunidade de participar dos nossos cursos terão como missão difundir as técnicas que aprenderem para outros motociclistas, e a conscientização, também para outros motoristas.  Nosso objetivo é que esses motociclistas atinjam a excelência em pilotagem, e sejam multiplicadores da pilotagem segura e da conscientização de que, no trânsito é preciso ter respeito ao próximo e cordialidade, pois somente dessa forma conseguiremos diminuir o índice de acidentes'', declara a Diretora Técnica do Centro de Treinamento de Pilotos e instrutora, Suzane Carvalho.

ctpsc_curso_moto_foto_caio-mattos_LI7A9817_resize

A Prefeitura de Piracicaba, cidade que dista 160 km da capital São Paulo, foi a primeira a entrar no “Projeto Pilotar Bem'', que visa disseminar as técnicas avançadas de pilotagem para que os motociclistas fiquem mais bem preparados para enfrentar situações de emergência.
Outras cidades já estão em negociação, faltando acertar apenas as datas, como Sorocaba onde os parceiros serão a URBES e a UNISO, Presidente Prudente (Rádio 101 FM e Cremone Motos) e Campinas, onde o Kartódromo Itália Kart abraçou o projeto.
O Circuito dos Cristais, autódromo que será inaugurado em Curvelo, no mês de setembro, também já mostrou interesse em participar do projeto.

O Centro de Treinamento de Pilotos tem o apoio institucional da ABRACICLO – Associação dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

“Da mesma forma que os pilotos de competição, todos os motociclista e também os motoristas, precisam treinar pra que entendam como dominar bem seus veículos no caso de uma emergência e manobra rápida. Essa prática é fator determinante para se evitar acidentes'', completa Suzane.

Serão dois cursos práticos de pilotagem avançada, para 40 motociclistas cada, nos dias 09 e 10 de julho, das 09:00 às 17: 00 horas no estacionamento da FUMEP.
Na sexta-feira, dia 08, às 19 horas, será realizada no auditório da FUMEP, uma palestra que será aberta a todos que quiserem participar.
Todos GRATUITOS.
As inscrições são realizadas na Aversa Motos, na Av. Comendador Luciano Guidottin° 1.439. Tel – (19) 3401-2222
Informações pelo e-mail info@centrodepilotos.com.br.

 

logos ficha inscricao


Como a Pirelli vê o novo circuito de Baku, para os pneus
Comentários Comente

Suzane Carvalho

suzane_noticia_pirellli_PNEUS_BAKU

A Fórmula 1 visita o mais novo país sede de um Grande Prêmio desde a entrada da Rússia no calendário, em 2014. São 32 países diferentes desde a criação do campeonato, em 1950.
A etapa da Europa, uma marca que estava fora da categoria desde 2012, quando foi realizada em Valência, na Espanha, será realizada em Baku. Este deve ser o circuito de rua mais rápido já visto.
Nesta prova, a Pirelli nomeou os compostos médio, macio e supermacio. Como sempre é o caso de novas praças, a Pirelli teve que usar informações e simuladores ao invés de dados reais, o que torna o processo de escolha dos pneus ainda mais complexo.

suzane_noticia_pirellli_PNEUS_BAKU_2

O CIRCUITO DO PONTO DE VISTA DO PNEU:
· Como é um circuito de rua, com asfalto novo, são esperadas baixa aderência e uma grande evolução da pista durante o fim de semana.
· Consumo e degradação podem ser baixos, por isso um espectro médio de tipos de pneus foi escolhido.
· Ultrapassar é complicado em uma pista estreita, o que significa que a estratégia e o treino classificatório serão vitais.
· Como os times não possuem qualquer informação sobre a pista, esperamos que todos os pilotos andem muito nos treinos livres.
· Velocidades máximas elevadas são esperadas na reta de 2.2 quilômetros ao longo da esplanada.
· Baku terá a segunda volta mais longa do calendário, apenas atrás de Spa-Francorchamps, na Bélgica, ao ter uma pista de 6.003 km de extensão.

OS TRÊS COMPOSTOS ESCOLHIDOS:
· Branco médio: este não foi escolhido de forma extensa pelas equipes, então não deve aparecer muito.
· Amarelo macio: um pneu de alta gama de trabalho, que pode ser muito importante no calor de Baku.
· Vermelho supermacio: a escolha mais popular, que será usada de forma pesada tanto no treino classificatório como na corrida.

O ÚLTIMO GRANDE PRÊMIO DA EUROPA:
· O último Grande Prêmio da Europa foi realizado quatro anos atrás, em Valência, na Espanha, sendo a oitava etapa daquela temporada. Fernando Alonso, então na Ferrari, venceu, mesmo saindo da 11ª colocação.

PAUL HEMBERY, DIRETOR DE MOTORSPORT DA PIRELLI:
· “Ouvimos muitas coisas interessantes sobre o circuito e parece que o seu caráter, tamanho de volta e velocidade farão com que ele se destaque. Obviamente, nunca é fácil quando vamos para uma pista nova pela primeira vez, mas as condições e os pneus são sempre os mesmos para todos. A seleção de compostos que nomeamos deve funcionar bem em uma grande gama de situações. Agora, é claro, vai depender dos times aproveitá-los ao máximo e identificar as melhores estratégias, por isso que os trabalhos nos treinos livres serão tão importantes”.

suzane_noticia_pirellli_PNEUS_BAKU_3

O QUE HÁ DE NOVIDADE:
· Basicamente, tudo!
· A largada será mais tarde do que o normal, às 17h locais, para um total de 51 voltas.

OUTRAS COISAS QUE CHAMARAM NOSSA ATENÇÃO RECENTEMENTE:
· Não houve uma variação excepcional das escolhas dos pneus entre cada time para Baku.
· Previsão do tempo prevê clima quente, mas com alta umidade: chuva é uma possibilidade.

Mesmo sendo um circuito composto por ruas da cidade, grande parte de sua superfície de asfalto é nova.


Fique por dentro do regulamento dos pneus na Fórmula 1
Comentários Comente

Suzane Carvalho

suzane_video_pneus_pirelli_formula1

Novidades dos pneus da Pirelli para a Fórmula 1 em 2016

Em adição aos 4 tipos de pneus para pista seca que já existiam, sendo eles laranja (duro), branco (médio), amarelo (macio) e vermelho (supermacio) a Pirelli passou produzir também o o de composto ultramacio, de cor roxa.
Em cada corrida as equipes podem optar por três desses tipos de compostos para pista seca.

No final de semana de corrida, a Pirelli leva para cada carro, 20 jogos de pneus, sendo:
– 3 jogos de pneus para pista molhada
– 4 jogos do tipo intermediário
– 13 jogos para pista seca

Todos os pneus recebem um código de barras e a FIA distribui os pneus para as equipes, duas semanas antes de cada corrida.

A Pireli indica dois jogos que deverão obrigatoriamente serem usados por cada carro; sendo um de reserva. E mais um jogo, com um composto mais macio, para ser utilizado no Q3.

As equipes ficam livres para escolherem os outros 10 jogos a serem utilizados.

Cada piloto de uma mesma equipe pode fazer suas próprias escolhas.

Todos os pilotos devem utilizar no mínimo dois jogos de diferentes compostos para pista seca.
O regulamento para pista molhada não muda.

Assista abaixo a animação gráfica que a Pirelli produziu, explicando o regulamento.
Bem legal.  =)


Mais uma scooter no mercado: Fiddle III, scooter 125 retrô da DAFRA
Comentários Comente

Suzane Carvalho

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

Scooter Dafra SYM Fiddle III tem motor de 125 cc

De estilo retrô e inspirado na tradição dos scooters europeus, o novo scooter da DAFRA vem com pintura bicolor e lanterna em LED e foi apresentado ao brasileiro em novembro do ano passado, no Salão Duas Rodas, em São Paulo.

Tem porta-objetos com fechadura, entrada USB para carregar celular, MP3 player ou GPS, assento amplo para piloto e garupa e espaço sob o banco para capacete.

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada pretaScooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

Vem com motor monocilíndrico de 124,6 cc, OHC, 4 tempos, com 10,3hp de potência máxima a 8.500 rpm e torque máximo de 8,6 Nm a 6.500 rpm, com curso do pistão mais longo que o diâmetro (52,4 x 57,8 mm) e taxa de compressão de 10.4:1. A refrigeração é a ar e óleo e tem transmissão CVT. Tem partida elétrica e a pedal.
O tanque tem capacidade para 6,2 litros, sendo 2 da reserva. 

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

Como vem com rodas de liga leve aro 12”, é própria para “baixinhos (as), pois o banco fica a 77,5 cm do chão. O guidão, a 101,4 cm. A altura mínima do solo é de 12 cm.
Comprimento: 190 cm
Largura: 69 cm
Altura: 113 cm
Entre-eixos: 133 cm
O trail é de 115,32 mm e o ângulo de cáster, 26°.

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

A suspensão dianteira é com garfo telescópico com 80 mm de curso a traseira, biamortecida com 75 mm.
Vem com pneus da Pirelli sem câmera Evo 110/70 na frente e 120/70 na traseira.
Os freios são a disco equipados com FH-CBS (Full Hidraulic Combined Brake System), acionamento combinado mais eficiente e preciso.
Na frente, disco de 190 mm com duplo pistão e na traseira, 220 mm e mono pistão.

O chassi é do tipo underbone.
Pesa 115 kg, sem combustível nem óleo e 121 kg cheia. A capacidade máxima de carga é de 267 kg.

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

No porta objetos abaixo do banco, onde também fica o bocal do tanque de combustível, dá para guardar um capacete fechado. Tem volume de 20 litros e capacidade para carregar 10 kg e não é preciso desligar o motor para abrí-lo, o que pode ser feito através de um botão no punho esquerdo ou também através da chave, quando desligada. Tem ainda dois espaços no porta-luvas dianteiro e um gancho central onde se pode pendurar sacolas até 3 kg.

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

O painel tem velocímetro, marcador de combustível e hodômetro analógicos (!). Não tem parcial. No pequeno relógio digital pode-se ver também a tensão da bateria.
A lâmpada do farol é de 35 W com a lanterna em LED.

Sérgio Dias, diretor comercial da DAFRA, reforça a imagem da empresa como fabricante de scooters: “Já somos reconhecidos neste segmento, pois trouxemos produtos que se diferenciaram desde o início dos modelos até então disponíveis no mercado. O Fiddle é mais uma prova de que veículo urbano acessível não precisa ser sem graça. Pode ter estilo, ser moderno e oferecer um algo a mais para seu proprietário”.

As cores disponíveis são essas das fotos: preta com dourado e branco com vermelho.

 O preço público sugerido é de R$ 11.390.

Scooter Dafra SYM Fiddle III branca vermelha dourada preta

Essas são as duas cores disponíveis: preta com dourado e branca com vermelho

Veja abaixo uma galeria completa: